Histórico da RAM

      A revista Acadêmica de Medicina (RAM) foi uma iniciativa dos alunos da Associação Turma Médica 1996/1, da Faculdade de Medicina – UFPel, de confeccionar um meio de divulgação cientifica do corpo discente e docente da referida faculdade.
      O primeiro número da revista foi lançado em março de 1995 tendo a tiragem de 250 exemplares. Lançava-se, assim, a primeira semente, contemplando a iniciativa e mostrando à comunidade acadêmica que era possível tal realização. Seguiram-se ainda mais dois números, que mantiveram a tentativa de cada publicação, trazer artigos atuais e de grande embasamento cientifico e informativo.
      A cada número, a Revista buscava maturidade, numa forma de evolução, indo ao encontro da qualificação de cada publicação e do reconhecimento como meio de divulgação da referida Faculdade entre os próprios alunos, professores, profissionais ligados a área de saúde e até entre outras Faculdades.
      A Revista, para sua elaboração não contou apenas com a iniciativa dos alunos, e sim com o Conselho Cientifico composto por professores da própria Faculdade, que prontamente colocaram-se a disposição para auxiliarem na confecção de cada numero.
      Nas três edições da Revista muitos artigos de relevada qualidade foram publicados, atingindo o objetivo da então comissão organizadora. Numa forma de registro, segue abaixo, os artigos já publicados com os respectivos autores:

  Distúrbio ácido-básico – Autor: José Aparecido Granzoto;
  Hemorragia Digestiva Alta – Autor: José Francisco Pereira da Silva;
  Displasia tanatofórica: diagnóstico pré-natal e manifestações fetais – Autores: Gilberto de Lima Garcias e Maria da Graça Martino Roth;
  Dor – O ponto de vista emocional – Autor: Fábio Braga;
  Métodos anticoncepcionais – Autor: Jonei Domingos Cavali Pesenti;
  Proteínas de defesa do líquido de ascite nas hepatopatias crônicas – Autores: Francisco Courtois de Almeida e Angel Alves de Mattos;
  Choque elétrico – Autores: Fernando Passos da Rocha & cols.
  Trombose Venosa Profunda e suas complicações – Autores: Augusto Hax Niencheski e Enio Bragagnolo;
  Tumores do testículo – Autor: Dércio José Zerwes;
  Dispositivo intra-uterino – Autores: Elizabeth Pereira Zerwes & col.
  Análise de variáveis relacionadas com a mortalidade neonatal precoce na UTI neonatal da UFPel/94 – Autores: José Aparecido Granzoto e Milene de Moraes Seduz;
  Antibioticoterapia profilática em cirurgia – Autores: Enrique Saldaña e Cristina Saldaña;
  Pé-plano – Autor: Renato Barbosa Xavier;
  Câncer: uma doença genética – Autores: Maria da Graça Martino Roth e Gilberto de Lima Garcias;
  Primeiro estágio de reconstrução total de orelhas – Autor: Fernando Passos da Rocha;
  ECT: tortura ou terapêutica – Autor: Maurício Lima;
  Diagnóstico diferencial das icterícias – Autor: José Francisco Pereira da Silva;
  Adolescentes e HIV/AIDS: um desafio epidemiológico – Autor: Jorge Beria & col.;
  DANK: resgatando história – Autor: Claudia Traesel;
  DANK: velha casa – Autor: Ernani Buzatto Veloso.


      A RAM, através da constante busca de sua qualificação, obteve o seu registro junto à Biblioteca Nacional sob o código ISSN 0104-902X.
      Apesar de tudo isso, com o encerramento da Associação Turma Médica 96/1, restou à RAM o espaço das prateleiras, sendo então esquecida por muitos. Nenhuma ATM teve disposição em continuar o empreendimento. Por isso, a partir de 1998, foi criada uma comissão com o nome de Conselho Editorial, composto por um membro de cada semestre do Curso de Medicina, para então tomar as rédeas da revista novamente, reorganizando as tarefas e reeditando as publicações recebidas por alunos e professores.

OBJETIVOS

      O objetivo da RAM é proporcionar um órgão para que estudantes, professores da faculdade de medicina e demais profissionais da área da saúde possam divulgar trabalhos científicos, opiniões, projetos e assuntos de interesse da comunidade acadêmica. A RAM não tem em hipótese alguma cunho político, mas sim única e exclusivamente cientifico. Também funciona como uma maneira de integrar as várias áreas do conhecimento médico, uma vez que em cada edição dispõem de artigos e informações sobre as mais variadas disciplinas de medicina, tentando, de certa forma, tornar interessante a leitura para os alunos que estão iniciando sua jornada, tanto quanto para aqueles que já estão iniciando sua vida profissional.

JUSTIFICATIVA

      A RAM, lançada em março/1995, foi criada com a intenção de despertar a comunidade acadêmica para a divulgação científica. Sendo assim, oferecia aos estudantes e aos professores uma forma de tornar público a sua produção científica, obedecendo sempre normas pré-estabelecidas para publicação (que se encontram disponíveis no site a quem interessar), e estimulando novas iniciativas. Alem disso, a Revista representa a Comunidade Acadêmica da Faculdade de Medicina da UFPel, junto a outras Universidades, colocando a nossa Faculdade entre aquelas entidades que possuem seu próprio meio de divulgação. A publicação de uma Revista oferece aos acadêmicos que a organizam, aos leitores, aos professores do conselho científico e aos autores e todos aqueles que se envolvem na confecção, uma experiência marcante no âmbito acadêmico.

MÉTODO

      Para que a RAM fosse reativada e que continuasse sendo confeccionada, foi criada a Associação Revista Acadêmica de Medicina (ARAM), que conta com a participação de um ou mais representantes de cada semestre (do primeiro ao décimo segundo). Estes representantes fazem parte do Conselho Científico da Revista, que tem a responsabilidade de manter a sua publicação, sendo que em cada trimestre será publicado um novo número desse periódico.
      A referida Associação é organizada de forma a ter como único objetivo, manter e qualificar cada vez mais cada publicação da RAM. Tem a responsabilidade de procurar e manter apoio financeiro para viabilização de cada edição sem objetivar o lucro.
      No que se refere ao apoio do corpo docente, foram contatados os professores que participavam da Comissão Científica, a fim de manterem o apoio a RAM. Em caso de redimensionar o conselho, caberá ao conselho editorial a reestruturação do referido órgão, uma vez que a cada edição tal Conselho é composto dependendo dos assuntos aos quais os artigos enviados à Revista se referirem. Também como parte da reativação da RAM, foi criado o Conselho Técnico, que é representado por uma bibliotecária, que serve como consultora na elaboração de cada edição da revista, revisores ortográficos da Língua Portuguesa e da Língua Inglesa.
      Para viabilização da publicação de cada número da Revista Acadêmica de Medicina se busca apoio da iniciativa privada na forma de patrocínio, assim como da Pró-reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Pelotas.