OCORRÊNCIA DO LEITE INSTÁVEL AO ÁLCOOL 76% E NÃO ÁCIDO (LINA) E EFEITO SOBRE OS ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS DO LEITE

 

OCCURRENCE OF UNSTABLE TO ALCOHOL 76% AND NON-ACID MILK (LINA) AND INFLUENCE ON PHYSICO-CHEMICAL ASPECTS OF MILK

 

Lúcia Treptow Marques; Maira Balbinotti Zanela ; Maria Edi Ribeiro Ribeiro; Waldyr Stumpf Júnior ; Vivian Fischer

 

R. Bras. Agrociência, Pelotas, v.13, n.1, p.91-97, jan-mar, 2007

 

 


RESUMO

 

O Leite Instável Não Ácido (LINA) caracteriza-se pela perda de estabilidade da proteína, resultando na precipitação na prova do álcool 76 °GL sem, entretanto, haver acidez acima de 18 ºD. Ocorrem alterações nas propriedades físico-químicas do leite, podendo alterar a qualidade nutricional. O resultado do teste determinará o aceite ou rejeição da matéria-prima pelo laticínio, podendo o produtor ter sua produção condenada ou desvalorizada. O objetivo desse estudo foi verificar a ocorrência do LINA, sua variação entre os meses e seu efeito nos aspectos físico-químicos do leite. O estudo foi desenvolvido em Pelotas, RS, em um laticínio, de abril de 2002 a setembro de 2003. Analisaram-se 9.892 amostras de leite de tanque, quanto à sua positividade ao álcool 76 °GL e acidez titulável. A ocorrência média do LINA foi de 58%. Observou-se ocorrência mais elevada de LINA no outono e início de inverno, o que pode estar associada à redução no desenvolvimento das forrageiras nativas e ao estágio inicial de desenvolvimento das forrageiras de inverno. Houve menor ocorrência do LINA na primavera e início do verão, fato que pode estar associado ao aumento da oferta de forragem conservada na forma de silagem e de pastagens de clima temperado. Encontraram-se diferenças significativas entre leite normal e LINA para: gordura = 3,52 e 3,61%, proteína bruta = 3,06 e 3,03%, lactose = 4,41 e 4,32% e CCS = 401.000 e 463.000 cél/mL, respectivamente. A ocorrência de LINA é elevada, embora varie durante o ano, podendo reduzir a qualidade nutricional do leite.

 

Palavras-chave: proteína; composição do leite; estabilidade; leite de tanque, teste do álcool.

 

ABSTRACT

 

The Unstable to alcohol 76% Non-Acid Milk (LINA) is characterized by loss of protein stability, which precipitates in  alcohol 76% test without being acid (< 18 °D). This situation is characterized by alterations in the physic-chemical properties of the milk with changes of nutritional quality. Results of this test will determine milk acceptance at dairy industry and milk producer may have its production rejected or depreciated. The objective of this study was to determine the overall occurrence, variations among months  and the relationship of LINA with the physical and chemical aspects of the milk. The present study was carried out at Pelotas, RS, close to a local cooperative, from April, 2002 to September, 2003. Milk samples were collected directly from the cooling tanks or other milk disposals, totalizing 9,892 samples, which were analyzed for its precipitation at the alcohol 76% test and titrable acidity. The overall occurrence of LINA was of 58%. An increment of LINA was observed on fall and winter, which might be associated to decreased growth rates of natural range pastures and incipient development of the cool season pastures. LINA occurrence was smaller on Spring and beginning of Summer, probably due to increased temperate pasture allowance and larger availabity of conserved forage as silage. There were significant differences among normal and LINA milk  for: fat = 3.52 and 3.61%, crude protein = 3.06 and 3.03%, lactose = 4.41 and 4.32% and SCC = 401.000 and 463.000 cells/mL, respectively. Overall occurrence of LINA is high, although it varies among months. LINA might decrease nutritional value of  milk.

 

Key words: alcohol test; bulk raw milk; milk composition;protein; stability.

 

 

Clique aqui para obter o artigo completo